Identidade Funcional já cadastrou mais de 280 mil servidores

02/02/2011

RIO DE JANEIRO – Gerir melhor os recursos humanos a partir da unificação do cadastro de servidores ativos, garantindo a melhoria da aplicação dos recursos financeiros relativos ao pagamento dos funcionários, e valorizar aposentados e pensionistas. Desde 2009, a Secretaria de Planejamento e Gestão trabalha para atingir esses objetivos através do projeto Identidade Funcional, que já realizou a identificação biométrica de mais de 280 mil servidores no Rio e Grande Rio.

A meta é recadastrar todos os 425 mil segurados do Estado, entre ativos, inativos e beneficiários. Para isso, a Secretaria de Planejamento prepara a terceira e última convocação para servidores lotados na capital e no Grande Rio. Cidades como Cabo Frio, Quatis, Resende e Friburgo, que contam com campi da Uerj, parceira da secretaria no projeto, também entrarão nessa fase.

Para facilitar o processo, a Secretaria de Planejamento e Gestão disponibiliza no site do projeto (www.idfuncional.rj.gov.br) e no teleatendimento do RioPrevidência, o 0800 282 2326, a data e o horário de agendamento de cada servidor, que deve comparecer ao local informado com os documentos necessários (originais de contracheque, carteira de identidade, CPF e comprovante de conta bancária) para ter sua foto e impressões digitais cadastrados no sistema. Aposentados e pensionistas recebem um telegrama com as informações no endereço cadastrado.

Os dados são registrados na carteira de identidade funcional, que já foi entregue aos servidores, aposentados e pensionistas do Planejamento, Casa Civil e das subsecretarias Militar e de Governo. Segundo o coordenador do Identidade Funcional, Alexon Fernandes, o próximo órgão a receber o documento será a Polícia Militar e a meta é distribuir o cartão a todos os segurados da capital e do Grande Rio ainda em 2011.

Os locais escolhidos para o recadastramento também são definidos estrategicamente, para permitir o fácil acesso dos segurados – geralmente a operação é feita em escolas estaduais. Batalhões de polícia e bombeiros e hospitais também têm atendimento especial, devido à peculiaridade de os servidores trabalharem em esquema de plantão.

Desde janeiro, órgãos estaduais localizados em cidades do interior também estão recebendo equipes treinadas para realizar a identificação biométrica. Mesmo enfrentando problemas por causa das chuvas, Petrópolis registrou 70% de comparecimento, dado que surpreendeu Alexon.

– Como as primeiras convocações aconteceram no Rio e Grande Rio, os órgãos puderam se preparar e divulgar o projeto entre os servidores, o que gerou grande expectativa no interior. É comum as pessoas ligarem para o 0800 pedindo informações de quando começa a identificação na sua cidade – explica o coordenador do Identidade Funcional.

A intenção é dinamizar o processo nessas regiões. A segunda chamada será feita apenas 15 dias após a primeira convocação. Assim como quem mora na capital ou na Região Metropolitana, quem não puder comparecer ao local de agendamento deve justificar a falta através de preenchimento de formulário disponível no site ou entrar em contato pelo 0800. O coordenador também alerta que segurados que não comparecerem à terceira chamada terão seus salários ou benefícios suspensos, até que a identificação seja feita.

Pessoas com dificuldade de locomoção também devem comunicar a impossibilidade no site ou pelo telefone 0800 282 2326 para que o RioPrevidência possa agendar futuramente uma forma adequada de realizar o cadastramento.

Outro passo importante é a validação dos dados, que deve ser feita cinco dias úteis após o cadastramento. Dessa forma, o segurado confirma que não há erros nas informações e possibilita a confecção de sua carteira de identidade funcional.

– A carteira é única para todo o servidor do Estado, independente do órgão em que trabalha. Se, por acaso, eu mudar de órgão, os documentos e o ID Funcional continuam os mesmos, A identificação biométrica vai garantir aumentar a segurança dos funcionários, já que o acesso aos órgãos será permitido apenas com o uso do cartão e evita fraudes. É uma mudança de cultura, as pessoas deixarão de atrelar seu trabalho ao órgão e número de matrícula para pertencer ao Estado com um todo – avalia.

FONTE: PORTAL DE NOTICIAS DO GOVERNO DO RJ



{ 1 Comentário }

maria beatriz pettinati negreiros maio 9, 2011 às 18:02

GOSTARIA DE SBER COMO INFORMAR MEU NOVO ENDEREÇO QUE E :

RUA ISMAR GOMES DEAZEVEDO, 100, AP. 102
28907-1000 CENTRO CABO FRIO- RJ

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: