Garota de 9 anos era estuprada todos os dias e obrigada a se ajoelhar em grãos de milho

01/11/2010

Redação 24 Horas News

Uma menina de apenas nove anos vinha sendo violentada há mais de seis meses pelo padrasto. Além da violência sexual, a garota ainda minha sendo agredida, humilhada, sofria maus-tratos quando ficava de joelhos em grãos de milho e ainda era ameaçada de morte para não falar.

A violência foi descoberta pelo avô da menina, cujo pai morreu recentemente e ele ficou sob a guarda da mãe, mesmo com protestos da família de que ela não tinha competências e meio para cuidar da filha.

Ao tentar pegar a neta na casa onde ela estava morando, na Rua 24 do Jardim Vitória, na periferia de Cuiabá, o avô percebeu que a menina parecia muito nervosa, como se estivesse pedindo ajuda.

Ao levá-la para casa, o avô começou a perguntar se a menina estava bem, quando ela começou a chorar. Já mais calma, e garota começou a contar e a confirmar que vinha sendo usada sexualmente, praticam,ente todos os dias pelo padrasto, identificado apenas como André, de 25 anos.

A garota contou que todas às vezes que a mãe dela sai de casa, o padrasto a molestava sexualmente. Contou também, que durante à noite, quando a mãe dormia, o padrasto ia para o quarto dela para fazer sexo.

Segundo a pequena vítima, que já era obrigada a fazer sexo oral, o padrasto passava um óleo e fazia sexo anal. Ao tentar gritar, a menina tinha a boca tapada com as mãos e ainda era ameaçada de morte.

Desabafando pata o avô, a garota contou ainda que estava sendo espancada constantemente. Em determinadas vezes, para causar ainda mais terror, a menina era obrigada a se ajoelhar em grãos de milho.

Se você abrir a boca e contar eu vou te matar, dizia o padrasto à garota. A queixa-crime de estupro, maus-tratos e ameaças de morte foi registrada na Central de Ocorrência, mas o caso será investigado pela Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), chefiada pela delegada Mara Rúbia. (RJT).



{ 9 Comentário }

eliane cougo dos santos maio 18, 2011 às 22:17

e´ tao cruel e doentio que nao existe palavras e´ uma pena que nao exista pena de morte no brasil apesar que e pouco para esses monstros acho que falta deus no coracao eu repudio todos eles faco magisterio adoro ver aqueles rostinhos de anjos e pensar que alguem possa fazer mal so me resta rezaR POR ELAS E MAES OBRIGADA ELIANE

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

antonio maio 28, 2011 às 10:56

lamentave um causo desse tem que ter apena de morte no brasil pra mim e tudo cupado tanto amae com o conpanhero naosi pode deixa meninas sosinha com home nenu espero que isso nuka fique en punes

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

dag medeiros maio 31, 2011 às 22:52

espero que se comtrua no brasil um presidio em alguma ilha so para essa corja ja que se tiver pena de morte so morera pobres ,a muito tempo eu me pergunto que pais e esse ? onde as pessoas sao assasinadas e nao se vai pra cadeia? e onde o castigo de um estuprador e ser colocado em uma cela para ser estuprado e depois solto ,sera que isso cura a mente desses loucos ou os deixa cada vez piores?

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

dag medeiros maio 31, 2011 às 23:00

nossas crianças estao morrendo ,sim por que uma criança que passa por isso nao vive mais por favor penssem nisso que governantes temos elegido ? criem leis nao pra proteger criminosos e sim a populaçao maes cuidem dos seus filhos !!!!!! nao comfiem eles a niguem a soluçao nao e por esses canalhas pra serem estuprados voltam peores criem um presidio em uma ilha criem leis para a castraçao quimica acorda BRASIL!!!!!!!!!!!

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

rita cabral junho 1, 2011 às 09:28

As leis do Brasil precisam mudar urgentemente, temos leis muito passivas….precisamos da prisão perpetua para atos monstruosos, pessoas que não sabem viver em comunidade devem ser retiradas de nosso convivio. O Brasil tem tantas terras ,por que não os coloca para produzir alimentos plantar, colher para os que fazem o Brasil …prender e deixa-los na 0ciosidade e torna-los mais monstruosos …quem sabe se o trabalho arduo não os recuperaria

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

brunocastelo junho 20, 2011 às 15:40

tem que castrar esse desgracado que estrupa criancas

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

tatiane hora de carvalho junho 29, 2011 às 00:55

pocha eu acho isso uma maldae que esta fazendo com ella alendo mas ella so tem 9 anos eu nao acho certo isso
estou com muita pena
mas eu adoraria ser estrupada por varios homens porque eu adoro fuder rsrsrsr

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

tatiane hora de carvalho junho 29, 2011 às 00:56

ao

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

Dalmar julho 3, 2011 às 20:32

Eles sabem que as leis brasileiras não irão castiga-los como deveriam, por isso aproveitam-se. Se eu tivesse em mãos poderes para legislar eu faria uma lei que ” condenasse esse monstro estuprador a viver tão somente para trabalhar e muito, pelo resto de sua maldita vida, para esta
pobre menina dando a ela todo e qualquer dinheiro que conseguisse. Ah, sim, e que esse trabalho fosse na cadeia, de onde ele não deveria sair nunca mais!

Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Advonews nem refletem a opinião do site.

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: